Quem és tu?

Padrão

Primeiras aventuras no campo da literatura fantástica comigo sempre foi com vampiros, essa poesia é bem antiga, modifiquei um pouco da original para melhora la, a poesia é de 2004 (eu estava com 17 anos).

Quem és tu?

Quem és tu?
Ser que diz me para não me preocupar com estes pesadelos incoerentes.
Ser cujas palavras quando ditas me banham em pudores nunca existentes.
Ser que faz me querer o conforto do colo materno ao sabor da aventura noturna.
Ser que faz me esquecer dos problemas indissoluveis.
Ser que carrega me até um mundo incompreensível de desejos insanos.
Diz me, porque eu me perdi em teus abraços?
Diz me, por qual motivo me deixei levar?
Conte a mim a razão desses espamos no meu corpo.
Conte a mim a história desde o princípio.
Quem és tu?
Ser de incontaveis lábias que seduziu me de tal forma que me perdi.
Diz me, porque esta manhã não pude acordar normalmente?
Diz me, porque fui obrigada a refugiar me do sol?
Conte me, porque eu me senti tão estranha?
Ser que envolveu me numa neblina espessa e fez me mulher.
Ser que arrancou me a pureza que possuía na alma.
Quem és tu, que possui inconfundiveis olhos vermelhos na escuridão da madrugada.
Diz me, o que te fez vir à mim?
Conte me tudo, preciso saber.
Ser de insensata beleza.
Diz me, porque eu desejo tanto uma gota de sangue?
Diz me quem és tu?

(21.05.04)

O post de hoje dedico à Georgette Silen (que organizou o Grimoire dos Vampiros da Ed. Literata) e ao Adriano Siqueira (do site Adorável Noite, autor de ótimas histórias de vampiros).

Por hoje é só!!

Anúncios

»

  1. Lindinha!
    Como sempre, vc é um carinho só, uma dedicação às pessoas que jamais tarda nem falha. A vc, linda amiga, que as letras aproximaram de mim, só tenho a agradecer por tornar esse início de dia mais luminoso, mais feliz e, com certeza, melhor. =)
    Um grande abraço, sempre! E que os olhos da imaginação a persigam por onde quer que vá.
    Georgette Silen

  2. Adorei… mto bem escrito.
    Eles merecem, a Gê e o Dri são ótimos amigos e maravilhosos escritores… merecem toda homenagem q pudermos fazer.
    Tenho um enorme carinho pelos dois….

    blood kisses
    Regina Castro
    (uma das autoras do Grimoire dos Vampiros)

  3. Muito boa essa poesia Adrianna^^

    Essa aee já faz parte do meu gênero..hauahau
    Gostei muito do poema, sempre que leio o que vc escreve me surpreendo cada dia mais. Fico orgulhosa por ver que uma das pessoas que mais admiro por tudo que já conhecia, conquista a cada publicação mais meu repeito.

    hehehe
    Beijos Lime

  4. Pingback: Os números de 2010 « Adrianna Alberti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s